2SS CONSULTORIA EM SEGURANÇA DO TRABALHO

A 2SS Consultoria trabalha pela segurança da sua empresa e o bem estar de seus funcionarios. Saude e segurança em primeiro lugar.

Formada por Técnicos em segurança do trabalho, conta com parcerias de instrutores, bombeiros civis, médicos, engenheiros químicos, de larga vivência na área de gestão e controle da saúde ocupacional. Com o apoio desse time de profissionais experientes nossos serviços atendem as necessidades de todos os tipos e tamanho de clientes, desde pequenas a grandes empresas.

VALORES

MISSÃO

Oferecer soluções em saúde ocupacional, segurança do trabalho, qualidade de vida e meio ambiente, com agilidade, transparência, ética e excelência, melhorando as condições de trabalho e produtividade de nossos clientes e colaboradores, essas são algumas das nossas responsabilidades sociais.

VISÃO

Levar soluções, qualidade de vida integrada a saúde ocupacional e segurança do trabalho, sempre com respeito e dignidade aos nossos clientes

POLITICA

Trabalhos de qualidade, ética, responsabilidade, comprometimento e transparência mantendo bons relacionamentos com nossos clientes, colaboradores, amigos e todos que fazem parceria conosco.

SERVIÇOS DA 2SS CONSULTORIA

Imagem Comissao Interna de Prevencao de Acidentes

CIPA - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES

CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes é, segundo a legislação brasileira, uma comissão constituída por representantes indicados pelo empregador e membros eleitos pelos trabalhadores, de forma paritária, em cada estabelecimento da empresa, que tem a finalidade de prevenir acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador.

CIPA tem suporte legal no artigo 163 da Consolidação das Leis do Trabalho e na Norma Regulamentadora nº 5 (NR 5),aprovada pela Portaria nº 08/99, da Secretaria de Segurança e Saúde no Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego. ANR 5 trata do dimensionamento, processo eleitoral, treinamento e atribuições da CIPA.

Imagem Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

PPRA - PROGRAMA DE PREVENÇÕES DE RISCOS AMBIENTAIS

O PPRA é um documento obrigatório para todas as empresas que mantém colaboradores regidos pela CLT, o PPRA é elaborado visando à preservação da saúde e da integridade dos colaboradores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes no ambiente de trabalho, consideram-se riscos ambientais os agentes físicos, químicos e biológicos.

O PPRA deve estar articulado com o disposto das demais Normas Regulamentadoras em especial com o PCMSO Programa de Controle Medico de Saúde Ocupacional previsto na NR 7

Imagem Programa de Controle Medico e Saude Ocupacional

PCMSO - PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL – NR 7

De acordo com a Norma Regulamentadora nº 7 do Ministério do Trabalho e Emprego, toda a empresa é obrigada a elaborar e manter o PCMSO, contendo todo o acompanhamento médico de saúde ocupacional, para os funcionários das empresas, tomando como base os riscos ocupacionais indicados no PPRA

Este documento deve ser assinado por um médico do trabalho, responsável pelo acompanhamento da saúde funcional de cada trabalhador

O fundamento deste trabalho consiste no levantamento e reconhecimento de riscos ambientais e ocupacionais, aos quais os trabalhadores estão expostos nas suas atividades diárias, nos diversos setores laborais, para o cumprimento da NR09 – PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – e consequentemente da NR-07 – no desenvolvimento do PCMSO.

Imagem Perfil Profissiografico do Previdenciario

PPP - PERFIL PROFISSIOGRAFICO DO PREVIDENCIARIO

De acordo com art. 58 , da Lei nº 8.213, de 24/07/91, Todos empregados têm direito ao PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário), independente da profissão ou atividade na empresa.

Mesmo os empregados que não tem direito a aposentadoria especial tem direito ao PPP. O Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP é o documento histórico-laboral, individual do trabalhador que presta serviço à empresa, destinado a prestar informações ao INSS relativas a efetiva exposição a agentes nocivos que, entre outras informações, registra dados administrativos, atividades desenvolvidas, registros ambientais com base no Laudo Técnico das Condições Ambientais do Trabalho - LTCAT e resultados de monitorização biológica com base no PCMSO (NR-7) e PPRA (NR-9).

Imagem Laudo Tecnico de Condições Ambientais do Trabalho

LTCAT - LAUDO TÉCNICO DE CONDIÇÕES AMBIENTAIS DO TRABALHO

O LTCAT é um documento com exigência legal através da lei 8.213/91 e suas modificações através das IN – Instruções Normativas do INSS para comprovar as condições ambientais em que o colaborador se encontra dentro da empresa na qual ele trabalha, o LTCAT também tem a finalidade de dar base no preenchimento do PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário.

É elaborado com o intuito de se documentar os agentes nocivos existentes no ambiente de trabalho e concluir se estes podem gerar insalubridade para os trabalhadores eventualmente expostos.

Somente será renovado caso sejam introduzidas modificações no ambiente de trabalho.

Imagem Analise Ergonomica do Trabalho

AET – ANALISE ERGONÔMICA DO TRABALHO

Analise Ergonômica do Trabalho: AET – visa estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente.

O Laudo Ergonômico é desenvolvido por alguns itens relacionados a seguir Aferição e análise das condições ambientais dos locais de trabalho (umidade, temperatura e velocidade do ar); Avaliação dos equipamentos e mobiliário; Implantação e recomendações de técnicas para melhoria das condições de trabalho; Treinamentos e cursos sobre ergonomia; Avaliação quantitativa e qualitativa dos riscos

Imagem Projeto Tecnico Simplificado

PTS - PROJETO TECNICO SIMPLIFICADO

O PTS tem como objetivo estabelecer os procedimentos administrativos e as medidas de segurança contra incêndio para regularização das edificações de baixo risco, enquadradas como Projeto Técnico Simplificado (PTS), visando a celeridade no licenciamento das microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedores individuais, nos termos do Decreto Estadual nº 56.819/11 – Regulamento de segurança contra incêndio das edificações e áreas de risco do Estado de São Paulo.

O Projeto Técnico Simplificado foi criado para facilitar a regularização das edificações que possuam até 750 m² de área construída, e, simultaneamente, o piso mais elevado a menos de 6 m de altura, salvo exceções.

Cumpridas as exigências legais, o Corpo de Bombeiros entende que a edificação possui os requisitos mínimos necessários de Segurança Contra Incêndio e expedirá o competente Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, válido por 3 anos, documento esse que comprova a regularização.

Imagem Recarga de Extintor

RECARGA DE EXTINTORES

A Recarga de Extintor deve ser feita dentro do prazo de validade do extintor, existem alguns tipos de extintores de incêndio, mas todos devem passar por recarga, testes e inspeções.

Muitos acidentes ocorrem devido a não recarga de extintores de incêndio , é preciso aumentar a atenção quando o assunto envolve segurança. Uma recarga de extintores de incêndio significa repor ou substituir a carga nominal de agente e/ou expelente.

O prazo de recarga de extintores de incêndio é devidamente prevista pelo Instituto de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO). No caso de extintores com cargas de água ou pó químico a norma exige inspeção anual e dessa inspeção será analisado qual é a real condição do extintor e quais os procedimentos que deverão ser tomados durante a sua manutenção. Esse procedimento é diferente para os extintores de dióxido de carbono, pois a recarga de extintores de incêndio desse tipo precisa ser realizada a cada seis meses.